SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número4Produção de mudas de capim-limão em diferentes recipientes e substratosControle de doenças foliares e de flores e qualidade pós-colheita do morangueiro tratado com Saccharomyces cerevisiae índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536

Resumo

OLIVEIRA, Cristina Duda de et al. Resistência de pimentas a nematóides de galha e compatibilidade enxerto/porta-enxerto entre híbridos de pimentão e pimentas. Hortic. Bras. [online]. 2009, vol.27, n.4, pp.520-526. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362009000400019.

Avaliou-se a resistência à Meloidogyne incognita e a compatibilidade de enxertia de treze porta-enxertos de pimenta (nove Capsicum chinense; três C. annuum e um C. frutescens) quando enxertados com os híbridos de pimentão-vermelho Rubia R, Margarita e Maximos. O experimento foi conduzido em 2005 na UNESP-FCAV em Jaboticabal-SP. As plantas foram enxertadas por garfagem do tipo fenda simples e, 25 dias após foram avaliadas quanto à percentagem de "pegamento" e, posteriormente, juntamente com plantas sem enxertia, foram transplantadas em casa de vegetação e inoculadas, individualmente, com 5.000 ovos e juvenis de segundo estádio de M. incognita. A avaliação da resistência dos porta-enxertos ao nematóide foi feita aos 181 dias após a inoculação, com base no fator de reprodução; a avaliação da compatibilidade enxerto/porta-enxerto foi realizada levando em consideração a produtividade e a qualidade dos frutos obtidas em sete colheitas, realizadas entre 113 e 181 dias após o transplante das mudas. Aos 25 dias após a enxertia, para todos os tratamentos, em média, 99,69% das plantas enxertadas apresentavam-se com "pegamento". Os porta-enxertos C. annuum e C. frutescens, ao final do ciclo de cultivo, foram resistentes à M. incognita e proporcionaram nas plantas enxertadas, respectivamente, as maiores e menores produtividades e qualidades de frutos, sendo designados de compatíveis e incompatível para enxertia com os híbridos de pimentão-vermelho Rubia R, Margarita e Maximos. 'Maximos' e 'Margarita' quando enxertados apresentaram melhor produtividade e qualidade de frutos do que 'Rubia R'; quando sem enxertia não diferiram em produtividade, havendo destaque para 'Margarita' quanto à qualidade dos frutos.

Palavras-chave : Capsicum spp.; Meloidogyne spp.; enxertia; cultivo protegido.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons