SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue3Reaction of melon accessions to crater rot and resistance inheritanceGenetic gains for root characters in carrot populations in conventional and organic production systems author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Horticultura Brasileira

Print version ISSN 0102-0536

Abstract

DOMENICO, Carolina I; COUTINHO, Janclei P; GODOY, Helena T  and  MELO, Arlete MT de. Caracterização agronômica e pungência em pimenta de cheiro. Hortic. Bras. [online]. 2012, vol.30, n.3, pp. 466-472. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362012000300018.

Nove acessos de Capsicum chinense do Banco Ativo de Germoplasma de pimentas do Instituto Agronômico (IAC) foram caracterizados e avaliados nas condições edafoclimáticas de Campinas (SP). O experimento foi realizado de janeiro a outubro de 2010, em blocos casualizados, com nove tratamentos, cinco repetições e oito plantas por parcela. Foram avaliados altura da planta, hábito de crescimento da planta, antese da primeira flor, produtividade, massa fresca do fruto, comprimento do fruto, largura do fruto, conteúdo de capsaicina do fruto fresco, cor do fruto maduro, formato do fruto e superfície do fruto. Para a caracterização da planta e do fruto consideraram-se as quatro plantas centrais de cada parcela; para a extração da capsaicina, utilizaram-se três amostras de cinco frutos de cada acesso. A quantificação de capsaicina foi feita por meio de cromatografia líquida de ultra pressão. A altura das plantas variou de 1,13 a 0,85 m. Constatou-se hábito de crescimento compacto das plantas para a maioria dos acessos. Os acessos mais precoces para antese da primeira flor foram IAC 1644, IAC 1645 e IAC 1643, respectivamente. O acesso IAC 1646 apresentou alta produtividade e maiores largura e massa fresca do fruto e IAC 1641 apresentou os frutos mais longos. IAC 1552 ('Murupi') destacou-se com o maior conteúdo de capsaicina, superando IAC 1646 ('Scotch Bonnet') e IAC 1644 ('Fidalga'), do tipo habanero. Observaram-se as cores amarela, laranja, salmão e vermelha para os frutos. Quanto ao formato do fruto, os acessos classificaram-se em alongados, redondos, triangulares campanulados e bloco. Quanto à superfície, caracterizaram-se os frutos como lisos, semi-rugosos e rugosos. Concluiu-se que, nas condições edafoclimáticas em que a pesquisa foi desenvolvida e considerando os acessos avaliados, existe alta variabilidade em pimenta de cheiro para características agronômicas e conteúdo de capsaicina. IAC 1552 destacou-se com o maior conteúdo de capsaicina, resultado inédito para uma pimenta de cheiro brasileira.

Keywords : Capsicum chinense; diversidade; capsaicina; hortaliça; condimento.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese