SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número2Rendimento de tubérculos de três cultivares de batata sob condições de estiagemGerminação de sementes de salsa em função da coloração do carpídio e da morfologia interna índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536

Resumo

REICHERT, Lírio J; GOMES, Mário C; SCHWENGBER, José Ernani  e  PEREIRA, Arione da S. Avaliação de sistemas de produção de batata orgânica na região Sul do Rio Grande do Sul. Hortic. Bras. [online]. 2013, vol.31, n.2, pp.220-230. ISSN 0102-0536.  https://doi.org/10.1590/S0102-05362013000200008.

O cultivo de batata no município de São Lourenço do Sul-RS, ocorre desde a chegada dos primeiros imigrantes alemães e pomeranos, há mais de 150 anos. Seu cultivo sempre teve importância socioeconômica expressiva, devido suas tradições, hábitos e cultura trazida pelos colonizadores, promovendo o desenvolvimento não só deste município, mas de toda a região Sul do RS. Entretanto, a partir da década de 1990 a bataticultura dessa região passou a enfrentar vários problemas tecnológicos e estruturais, perdendo espaço para outros cultivos. Uma alternativa encontrada por um grupo de agricultores foi desenvolvê-la em sistema de produção orgânico. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi avaliar sistemas de produção de batata orgânica, visando identificar os critérios que os agricultores julgam importantes neste sistema de produção. Foram selecionados dois grupos de agricultores que cultivam batata no sistema orgânico. Um grupo formado por agricultores que fazem parte do projeto de pesquisa Rede de Referência da Embrapa Clima Temperado, e outro grupo formado por agricultores de fora da Rede. Utilizou-se a metodologia multicritério de apoio à decisão (MCDA), para a construção dos modelos de uma forma participativa e interativa. De maneira geral, os modelos construídos não se diferenciaram muito em relação às práticas de produção adotadas em cada um dos grupos de agricultores. No entanto, diferenças foram observadas nos níveis de impacto das ações e no estabelecimento de pesos diferentes entre os modelos, de modo que o resultado final, na ordem de preferência dos critérios de avaliação, foi diferente. Para o grupo da rede de referência, tamanho da batata foi o critério mais importante, enquanto para o grupo fora da rede foi o critério riscos de produção.

Palavras-chave : Solanum tuberosum; agricultura familiar; produção ecológica; metodologia multicritério.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons