SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número1Adubação nitrogenada no rendimento da cultivar de batata BRS AnaPotencialidade de fungicidas biológicos no controle de requeima do tomateiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

CORREA, Carla V et al. Produção de beterraba em função do espaçamento. Hortic. Bras. [online]. 2014, vol.32, n.1, pp.111-114. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362014000100019.

Atualmente alguns híbridos importados têm substituído as tradicionais cultivares de beterraba de mesa, sem no entanto, desenvolver estudos básicos sobre a melhor densidade de plantio para as condições brasileiras. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do espaçamento entre linhas e entre plantas na produção de beterraba híbrido Boro. O experimento foi conduzido em campo da UNESP em Botucatu-SP, de 10 de setembro a 8 de dezembro de 2010. Foram estudados dois fatores, espaçamentos entre linhas (EL) de 20 e 25 cm, e 7,5; 10,0 e 12,5 cm entre plantas (EP), no esquema fatorial 2 EL x 3 EP, totalizando seis tratamentos (populações variando de 246.400 a 513.333 plantas ha-1, considerando-se canteiros com 1,0 m de largura e espaço entre canteiros de 0,3 m). O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com cinco repetições e parcelas de 2 m2. As mudas foram produzidas em bandejas de polipropileno com 288 células. A irrigação foi por aspersão e a adubação foi igual para todos os tratamentos, seguindo a recomendação para o estado de São Paulo. A maior massa fresca por raiz (116,1 g) foi obtida no EL de 25,0 cm. Em relação ao comprimento da raiz, observaram-se diferenças significativas apenas para o EP, sendo que o maior espaçamento, 12,5 cm, resultou em maior comprimento (63,1 mm). Foram obtidos maiores valores de diâmetro das raízes quanto maiores os EP (65,6 mm para 12,5 cm) e EL (63,1 mm para 25 cm). A maior produtividade (44,7 t ha-1) foi obtida no menor EP (7,5 cm), enquanto que o EL não afetou a produtividade. Pode-se concluir que o melhor EP foi de 7,5 cm pela maior produtividade. Quanto ao tamanho da raiz, tanto o maior EL (25 cm) como o maior EP (12,5 cm) resultaram em raízes com maiores massa média e diâmetro.

Palavras-chave : Beta vulgaris; densidade de plantas; população de plantas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )