SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número4Desempenho de híbridos de tomate para processamento industrial em pressão de begomovirose e de mancha-bacterianaProdução de mudas de pimenta fertirrigadas com diferentes soluções nutritivas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536

Resumo

OLIVEIRA, Ivani T; LOPES, Carlos A  e  MOURA, Andrea B. Produtividade e sintomas de murcha-bacteriana de genótipos de berinjela cultivados em solo infestado com Ralstonia solanacearum. Hortic. Bras. [online]. 2014, vol.32, n.4, pp.453-457. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-053620140000400013.

A produção de frutos e sintomas de murcha-bacteriana foram quantificados nos genótipos de berinjela CNPH006, CNPH171, CNPH658, CNPH778, CNPH783 e CNPH785 cultivados em solo naturalmente infestado comRalstonia solanacearum, raça 1, biovar 3 em Brasília-DF. Com exceção do genótipo CNPH778, todos os genótipos apresentaram pelo menos uma planta com murcha, sintoma típico da doença.Entretanto, para diferenciar níveis de resistência/tolerância entre os genótipos, foram considerados, além da murcha, os sintomas: seca e morte de plantas (CNPH006, CNPH171, CNPH658 e CNPH783), amarelecimento de folhas (CNPH785) e menor crescimento de plantas (todos os genótipos). A ocorrência de fluxo bacteriano foi constatada em todas as plantas cultivadas nos canteiros infestados, inclusive naquelas que não apresentaram sintomas de murcha. Plantas cultivadas simultaneamente em canteiros não infestados, com as mesmas dimensões e características, permitiram obtenção de dados de produção em áreas infestadas e não infestadas. Os genótipos foram agrupados quanto à sua capacidade de manter a produção de frutos na área infestada.Quando comparados à média obtida na área livre do patógeno, CNPH785 foi o mais tolerante, não apresentando perda na produção, seguido dos genótipos CNPH783, CNPH778 e CNPH171, com perdas médias de 19,3; 11,4 e 10,1%, respectivamente. Os genótipos CNPH658 e CNPH006 foram os mais suscetíveis, com perdas médias de 99,53 e 99,32%, respectivamente.

Palavras-chave : Solanum melongena; murcha bacteriana; perdas..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )