SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número1Influência da adubação verde no declínio de monosporascus em solo naturalmente infestadoCoberturas do solo e uso de manta agrotêxtil (TNT) no cultivo do meloeiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

OLIVEIRA, Francisco A et al. Substrato e bioestimulante na produção de mudas de maxixeiro. Hortic. Bras. [online]. 2017, vol.35, n.1, pp.141-146. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/s0102-053620170122.

O maxixeiro (Cucumis anguria) é uma hortaliça-fruto da família Cucurbitaceae, de grande importância para a culinária das regiões Norte e Nordeste do Brasil; entretanto, ainda é uma cultura pouco estudada, inclusive na etapa de produção de mudas. O experimento foi desenvolvido com o objetivo de avaliar o efeito do tratamento de sementes com bioestimulante e diferentes substratos na produção de mudas de maxixeiro. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com os tratamentos distribuídos em esquema fatorial 2 (presença ou ausência do bioestimulante) x 9 (diferentes substratos formulado); os substratos foram formulados a partir de misturas de fibra de coco (FC) e Tropstrato HT hortaliças® (THT) {S1= FC; S2= FC+THT (4:1); S3= FC+THT (3:1); S4= FC+THT (2:1); S5= FC+THT (1:1); S6= FC+THT (1:2); S7= FC+THT (1:3); S8= FC+THT (1:4); S9= THT}. Foram avaliados o número de folhas, altura de planta, diâmetro de colo, comprimento da raiz principal, massa seca da parte aérea, massa seca da raiz e massa seca total. Houve interação significativa entre os fatores estudados para a maioria das variáveis analisadas, demonstrando que a eficiência do bioestimulante está relacionada à condição de umidade e nutrientes proporcionada pelo substrato. Mudas com maior número de folhas (4,9-5,2), altura (11,46-14,53 cm), comprimento de raíz principal (9,32-10,21 cm), massa seca de parte aérea (0,78-0,92 g), massa seca total (1,09-1,12 g) foram obtidas com tratamento de sementes com bioestimulante nos substratos S4, S5 e S6. O tratamento de sementes com bioestimulante Stimulate® proporcionou melhor desenvolvimento das plantas de maxixeiro Liso de Calcutá, principalmente com os substratos S4, S5 e S6. O uso dos substratos fibra de coco ou Tropstrato HT Hortaliças® isolados não é eficiente na produção de muda de maxixeiro.

Palavras-chave : Cucumis anguria; hormônios vegetais; fibra de coco..

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )