SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número2Capacidade geral e específica de combinação em couve-flor de invernoDesempenho agronômico de híbridos experimentais de abóbora Tetsukabuto para características dos frutos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

WATTHIER, Maristela et al. Produção de mudas de alface em substratos com composto de tungue, casca de arroz carbonizada e húmus de minhoca. Hortic. Bras. [online]. 2017, vol.35, n.2, pp.174-179. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/s0102-053620170204.

Analisou-se diferentes características em substratos a base de composto de tungue (TC), casca de arroz carbonizada (CRH) e húmus de minhoca (H), assim como, o efeito das formulações na produção de mudas de alface, cv. Veneranda. O experimento foi realizado no município de Pelotas-RS, de dezembro de 2012 a fevereiro de 2013, em casa de vegetação, utilizando delineamento experimental inteiramente casualizado com sete tratamentos e três repetições. Os substratos utilizados foram formulados em base de volume: T1= substrato comercial S10® (controle); T2= 90% CRH + 10% H; T3= 75% CRH + 15% TC + 10% H; T4= 55% CRH + 35% TC + 10% H; T5= 35% CRH +55% TC+10% H; T6= 15% CRH + 75% TC + 10% H; T7= 90% TC + 10% H. As mudas foram produzidas em bandejas de poliestireno expandido de 200 células e, aos 35 dias após a semeadura, foram avaliadas. O substrato com maior proporção de CRH (T2 with 90% CRH) teve densidade seca (DD) e porosidade total (TP) adequadas, altos pH e espaço de aeração (AS) e baixos água facilmente disponível (EAW), condutividade elétrica (EC) e teor de nutrientes, constituindo-se em um substrato inerte, não sendo indicado como substrato devido ao menor desenvolvimento das mudas. A partir de 15% de TC houve um aumento na DD, AEW, EC e nutrientes e redução na TP, AS e pH devido principalmente ao tamanho e composição das partículas do composto de tungue, que se acomodaram e alteraram as características físicas e químicas dos substratos. Substratos com 90% e 75% de TC (T7 e T6) proporcionaram o maior comprimento da parte aérea, massa fresca e seca da parte aérea e área foliar na mudas de alface, devido ao maior teor de nutrientes, aliado as características físicas e químicas desses substratos. A CRH pura não é indicada para uso como substrato, mas em mistura com o composto de tungue (T6) proporcionou a obtenção de mudas de qualidade. O composto de tungue foi eficiente em produzir mudas de alface, desde que a compostagem seja realizada de forma correta para eliminar os compostos fitotoxicos presentes neste material que poderiam prejudicar o desenvolvimento das mudas.

Palavras-chave : Lactuca sativa; Aleurites fordii; características físicas e químicas..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )