SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número2Fertirrigação do tomateiro com água residuária de bovinocultura de leiteCaracterização morfoagronômica e estimativas de parâmetros genéticos em urucuzeiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

OLIVEIRA, Francisco A et al. Aumento da produtividade e qualidade do pimentão pelo manejo da fertirrigação. Hortic. Bras. [online]. 2017, vol.35, n.2, pp.235-241. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/s0102-053620170213.

O manejo da fertirrigação pode ser realizado com doses fixas de fertilizantes ou por meio da avaliação da concentração iônica na solução do solo ao longo do período de cultivo. Objetivou-se avaliar diferentes formas de manejo de fertirrigação na cultura do pimentão, com ênfase para a produção e qualidade de frutos. O experimento foi conduzido em casa de vegetação e as plantas foram cultivadas em vasos. Testaram-se três formas de manejo de fertirrigação (M1) realizado de acordo com a marcha de absorção da cultura, (M2) por meio do monitoramento da condutividade elétrica da solução do solo e (M3) por meio do monitoramento da concentração de N e K. Utilizaram-se seis doses de N e K (0, 50, 100, 150, 200 e 300% da dose recomendada para a cultura) em delineamento experimental de blocos casualizados, com esquema fatorial 3x6 e quatro repetições. Avaliou-se o acúmulo de matéria seca, produção e a classificação de frutos. As formas de manejo de fertirrigação com monitoramento da solução do solo (M2 e M3) proporcionam desenvolvimento vegetativo até 25% maior, e acréscimo de produtividade de até 20% quando comparados com o manejo que segue a marcha de absorção (M1). Os maiores rendimentos de frutos nos manejos M1, M2 e M3 foram obtidos para os níveis de N e K correspondentes a 127,6% (1,33 kg/planta), 222,5% (1,60 kg/planta) 215% (1,48 kg/planta), respectivamente. O fornecimento de N e K na cultura do pimentão pode ser realizado por intermédio do monitoramento da concentração ou da condutividade elétrica da solução do solo, pois essas formas propiciam melhor qualidade dos frutos e eficiências até 47% maiores no uso desses nutrientes. Sugere-se utilizar como referencial a concentração de N e K equivalente a 200% daquela recomendada para o cultivo hidropônico.

Palavras-chave : Capsicum annuum; concentração iônica; extratores de cápsula porosa; nitrogênio; potássio; condutividade elétrica..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )