SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 issue2Retrospective study (1998-2001) on canine ehrlichiosis in Belo Horizonte, MG, BrazilGeneralized systemic cryptococcosis in a dog after immunosuppressive corticotherapy author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935On-line version ISSN 1678-4162

Abstract

SIMIONATO, A.C.; RAMOS, M.C.C.  and  COUTINHO, S.D.A.. Isolamento de bactérias aeróbias e sua sensibilidade a antimicrobianos em processos de osteomielite canina. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2003, vol.55, n.2, pp.148-154. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352003000200004.

O objetivo deste trabalho foi estudar a presença de bactérias aeróbias em 20 cães com osteomielite, decorrente de exposição óssea. Na identificação das bactérias utilizou-se o sistema API-Bio Mérieux e testou-se a sensibilidade dos microrganismos in vitro, pelo método de difusão em ágar, frente a 14 diferentes antibacterianos. O osso mais acometido pela infecção foi a tíbia (35%). Isolaram-se 68,3% de bactérias Gram positivas e 31,7% de Gram negativas. Staphylococcus spp, Streptococcus spp e Enterococcus spp foram os gêneros mais freqüentes, representando respectivamente 34,1%, 14,6% e 14,6% do total de bactérias (41 cepas). Enterobactérias foram isoladas em 26,8% das amostras. Os cocos Gram positivos apresentaram maior sensibilidade à amoxicilina associada ao ácido clavulânico. Os microrganismos Gram negativos, tanto as bactérias da família Enterobacteriaceae como as do gênero Pseudomonas, apresentaram altos índices de resistência.

Keywords : cão; antibiograma; bactérias; exposição óssea.

        · abstract in English     · text in Portuguese

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License