SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 issue3Serological responses in sheep injected with plasmids encoding bovine herpesvirus 1 (BHV-1) gD glycoprotein author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935

Abstract

PASCHOAL, J.J.; ZANETTI, M.A.  and  CUNHA, J.A.. Efeito da suplementação de selênio e vitamina E sobre a incidência de mastite clínica em vacas da raça holandesa. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2003, vol.55, n.3, pp. 249-255. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352003000300001.

Oitenta e quatro vacas da raça holandesa foram distribuídas em quatro tratamentos (grupos): o grupo A recebeu 5mg Se/dia, o B recebeu 1000 UI vit. E/dia, o C 5mg Se + 1000 UI vit. E/dia e o D foi usado como controle. A suplementação foi iniciada 30 dias antes da provável data de parição, prolongando-se até o parto. Amostras do volumoso e do concentrado foram colhidas quinzenalmente para análise bromatológica completa e levantamento dos níveis de Se e de vit. E. O sangue foi colhido antes do início da suplementação, ao parto, aos 30 e aos 60 dias após o parto para determinação dos níveis de Se no soro sangüíneo das vacas. O teste de Tamis foi realizado semanalmente para detecção dos casos clínicos de mastite e iniciado logo após o parto, prolongando-se até a 12ª semana da lactação. Um mês após a suplementação, as vacas que receberam selênio apresentaram níveis séricos de Se superiores (P<0,05) aos do grupo-controle. A administração de vitamina E (P<0,05) e de selênio (P<0,08) diminuiu a incidência de mastite clínica nas 12 primeiras semanas de lactação.

Keywords : antioxidante; pré-parto; qualidade do leite; suplementação oral.

        · abstract in English     · text in Portuguese