SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 issue4Molecular characterization of Malassezia sympodialis and Malassezia furfur from cattle with and without otitisEletrophoretic profile of serum proteinogram of equines with small colon experimental obstruction author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935

Abstract

MENEGHETTI, M.  and  VASCONCELOS, J.L.M.. Mês de parição, condição corporal e resposta ao protocolo de inseminação artificial em tempo fixo em vacas de corte primíparas. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2008, vol.60, n.4, pp. 786-793. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352008000400002.

No experimento I, foi avaliada a alteração da condição corporal (CC) pré e pós-parto em 155 novilhas inseminadas para parir de setembro a dezembro. A CC foi avaliada mensalmente no pré e pós-parto, de junho a fevereiro. No experimento II, 538 vacas primíparas foram sincronizadas com o protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) que usou estradiol junto ao dispositivo intravaginal de progesterona (CIDR®). As taxas de ciclicidade, sincronização e concepção foram avaliadas por ultra-som. No experimento I, os animais que pariram primeiro tiveram maior (P<0,001) redução na CC pós-parto. No experimento II, foi observado maior CC (P<0,0001) nos animais com menor número de dias pós-parto, maior (P<0,05) taxa de sincronização nas vacas de melhor CC e aumento (P<0,0001) na taxa de concepção proporcional ao aumento na CC (incremento médio na concepção de seis pontos percentuais para cada 0,25 ponto na CC). Não se deve antecipar a parição de novilhas de corte quando se pretende realizar IATF no início da estação de monta subseqüente.

Keywords : gado de corte; primípara; condição corporal; inseminação artificial em tempo fixo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese