SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 número6Efeitos da metadona ou do neostigmine, associados à lidocaína administrados pela via epidural em cãesOsteopetrose familiar em Agouti paca: relato de nove casos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

versão impressa ISSN 0102-0935

Resumo

TEIXEIRA, M.C.A. et al. Proteinogramas séricos de ratos Wistar experimentalmente infectados com Trypanosoma evansi. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2008, vol.60, n.6, pp. 1447-1453. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352008000600021.

Estabeleceu-se o perfil eletroforético de proteínas séricas de ratos Wistar experimentalmente infectados com Tripanosoma evansi, utilizando-se 40 ratos, distribuídos em oito grupos de cinco animais cada. Um grupo foi mantido como testemunho (G1), e os demais (G2 a G8) foram inoculados, via intraperitoneal, com cerca de 103tripomastigota de T. evansi. Amostras de sangue para obtenção de soro foram coletadas no quinto (G2), 10º (G3), 15º (G4), 30º (G5), 45º (G6), 60º (G7) e 75º (G1 e G8) dia após as inoculações. O fracionamento das proteínas foi realizado pela técnica SDS-PAGE. Foram identificadas 31 proteínas, sendo sete de fase aguda: ceruloplasmina (101KD), hemopexina (83KD), transferrina (75KD), albumina (66KD), antitripsina (60KD), haptoglobina (44KD) e glicoproteína ácida (38KD). As proteínas com pesos moleculares 12KD; 22KD; 25KD; 28KD; 32,5KD; 35KD; 53,5KD; 63KD e 72KD apareceram apenas nos ratos inoculados com T. evansi.

Palavras-chave : rato; proteína; eletroforese; Trypanosoma evansi.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português