SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.61 número3Biomarcadores histológicos: toxicidade crônica pelo Roundup em piauçu (Leporinus macrocephalus)Dinâmicas de trânsito e degradação da fibra em detergente neutro em bovinos alimentados com forragem tropical de baixa qualidade e compostos nitrogenados índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

versão impressa ISSN 0102-0935

Resumo

FLAIBAN, K.K.M.C. et al. Valores hematológicos de bugios pretos (Alouatta caraya) de vida livre da região do Alto Rio Paraná, sul do Brasil. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2009, vol.61, n.3, pp. 628-634. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352009000300016.

Descreveram-se os valores hematológicos de bugios pretos (Alouatta caraya) e estabeleceram-se diferenças entre sexo e idade, de 36 animais aparentemente saudáveis, de vida livre da região do Alto Rio Paraná, sul do Brasil. Os animais foram capturados e contidos quimicamente com cloridrato de tiletamina e cloridrato de zolazepam, na dose média de 5,5mg/kg, por via intramuscular. Na comparação entre os sexos, houve diferença para número de hemácias (4,48±1,36 e 3,58±0,91 x106/mm3), maior nas fêmeas, e volume globular médio (90,99±27,65 e 118,36±44,63fL) e número de eosinófilos (0,30±0,24 e 0,76±0,85 x103/mm3), maior nos machos. O volume globular (39,46±3,53 e 36,69±3,54%) e a proteína total plasmática (7,91±0,53 e 7,40±0,63g/dL) foram significativamente mais baixos nos animais jovens.

Palavras-chave : bugio preto; vida livre; hematologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português