SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 número6Fatores de risco associados à ocorrência de infecção por Cryptosporidium parvum em bezerrosInfecção experimental por Salmonella enterica subespécie enterica sorotipo Panama e tentativa de transmissão nasonasal em leitões desmamados índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

versão impressa ISSN 0102-0935

Resumo

LASKOSKI, L.M et al. Alterações morfológicas e apoptose em tecido laminar de equinos após obstrução intestinal e tratamento com hidrocortisona. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2010, vol.62, n.6, pp. 1331-1339. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352010000600006.

Foram utilizados quatro grupos de equinos para estudar alterações morfológicas e apoptose no tecido lamelar. O grupo CG (controle) foi composto por animais sem o procedimento cirúrgico; o grupo Ig (instrumentado), por animais submetidos à enterotomia; o grupo Tg (tratado), por animais submetidos à obstrução intestinal e tratados com hidrocortisona; e o grupo Ug (não tratado), por animais submetidos à obstrução intestinal, sem tratamento. O tecido laminar foi analisado quanto à presença de alterações morfológicas e de apoptose. Foram observadas alterações morfológicas nos equinos submetidos a procedimento cirúrgico, mas não houve diferença entre os grupos com relação às células apoptóticas. Conclui-se que a obstrução intestinal permite o desenvolvimento da laminite provavelmente por ativação sistêmica e que as manobras realizadas na enterotomia podem ser consideradas como agravantes no processo. A hidrocortisona não agravou as lesões do tecido laminar

Palavras-chave : equino; laminite; apoptose; obstrução intestinal; alterações morfológicas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês