SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.63 número5Ultrasonographic analysis of senile cataractous lens of dogs and its correlation to phacoemulsificationApoptosis of CD5+ cells and lymphocyte proliferation in bovine leukemia virus-infected dairy cows índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

versión impresa ISSN 0102-0935

Resumen

BORBOLETA, L.R et al. Perfil bioquímico sanguíneo na intoxicação experimental com extrato de Mascagnia rigida (A. Juss.) Griseb. (Malpighiaceae) em coelhos. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2011, vol.63, n.5, pp. 1113-1123. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352011000500011.

Avaliou-se o perfil bioquímico sanguíneo na intoxicação por Mascagnia rigida, uma planta tóxica que gera problema econômico para a pecuária, por causar morte súbita. Nove coelhos Nova Zelândia, machos, com massa corporal média de 3,54kg, foram distribuídos em três grupos (G) (n=3). Os animais receberam, durante oito dias consecutivos, o equivalente a 30g/kg de matéria seca da planta em dois tipos de extratos: solúvel em água (GS) e insolúvel em água (GI), e formou-se também o grupo-controle (GC). Os exames bioquímicos foram realizados previamente ao início do experimento até o nono dia. A administração dos extratos da Mascagnia rigida causou alterações eletrolíticas que podem justificar alguns sinais clínicos observados e atuar de forma significativa na causa mortis.

Palabras llave : coelho; Mascagnia rigida; planta tóxica; perfil bioquímico.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués