SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.64 número1Tratamento artroscópico de doenças da articulação do cotoveloEfeitos da eletroacupuntura, aquapuntura e farmacopuntura em cadelas anestesiadas com isofluorano e submetidas à ovário-histerectomia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

versão impressa ISSN 0102-0935

Resumo

CANNIZZO, C. et al. Proteínas séricas de fase aguda em vacas com suspeita de SARA (Subacute Ruminal Acidosis). Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2012, vol.64, n.1, pp. 15-22. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352012000100003.

O objetivo deste estudo foi avaliar as variações de Proteínas de Fase Aguda (APPs) e outros constituintes sanguíneos durante o início do status patológico de sub-acute ruminal acidosis (SARA). O total de 108 vacas de 12 rebanhos leiteiros foram aleatoriamente selecionados e divididos em três grupos com 36 animais cada. Todos os animais foram submetidos a ruminocentesis. O Grupo A foi composto por sujeitos com rumen pH>5.8, o Grupo B foi composto por sujeitos com rumen pH ≤5.5≤5.8 e o Grupo C foi composto por sujeitos com rumen pH<5.5. Amostras sanguíneas foram coletas por punção venosa jugular e Haptoglobin (Hp), Serum Amyloid A (SAA), Proteínas totais, Albumin e células brancas do sangue (WBC) foram determinadas. ANOVA em via única mostrou significância estatística em Rumen pH, Hp, SAA. SARA não parece estimular a produção de APPs pelo fígado.

Palavras-chave : proteína de fase aguda; gado leiteiro; haptoglobin; serum amyloid A; SARA.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês