SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.64 número2Comparação de enxerto ósseo cortical autógeno e implante ósseo cortical alógeno conservados no mel, congelados ou liofilizados na substituição de segmento diafisário do fêmur de gatos domésticosAvaliação da qualidade do colostro e transferência de imunidade passiva em animais mestiços Holandês Zebu índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

versão On-line ISSN 1678-4162

Resumo

FURLANETTO, L.V. et al. Prevalência de tuberculose bovina em animais e rebanhos abatidos em 2009 no estado de Mato Grosso, Brasil. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2012, vol.64, n.2, pp.274-280. ISSN 1678-4162.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352012000200004.

Estimou-se a prevalência de tuberculose em bovinos, e em seus respectivos rebanhos, abatidos em 2009 no estado de Mato Grosso, utilizando como diagnóstico confirmatório o exame bacteriológico e o molecular a partir de fragmentos de tecidos lesionados. Nos sete abatedouros selecionados, detentores de serviço de inspeção federal (SIF), foram inspecionados 41.193 bovinos, sadios ao exame ante mortem, procedentes de 492 rebanhos originários de 85 (60%) municípios mato-grossenses. Um total de 198 carcaças apresentaram lesões suspeitas. Apenas três carcaças (3/198) apresentaram lesões confirmadas como tuberculosas pelos diagnósticos laboratoriais. A prevalência aparente de tuberculose bovina em animais e rebanhos abatidos no estado de Mato Grosso foi de 0,007% [IC 95% = -0,001%; 0,016%] e 0,61% [IC 95% = -0,08%; 1,30%], respectivamente. O estado do Mato Grosso possui, naturalmente, um status sanitário considerado de baixa prevalência.

Palavras-chave : tuberculose bovina; prevalência; abatedouro; PCR múltipla.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons