SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.66 issue5Heating produced by therapeutic ultrasound in the presence of a metal plate in the femur of canine cadaversSperm migration in pigs after deep intrauterine artificial insemination author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935

Abstract

LOPES, P.C. Ferro et al. Dois níveis de fração inspirada de oxigênio em cães anestesiados com propofol e com pressão intracraniana elevada: função cardiopulmonar. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2014, vol.66, n.5, pp.1351-1358. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-6519.

No estágio inicial do trauma encefálico, o emprego de fração inspirada de oxigênio (FiO2) de 1,0 é indicado. Todavia, altas FiO2 têm sido correlacionadas com atelectasia. Assim, avaliaram-se os efeitos das FiO2= 1.0 e FiO2= 0.6 sobre a função cardiopulmonar em cães com pressão intracraniana (PIC) elevada e anestesiados com propofol. Oito animais foram anestesiados em duas ocasiões e receberam, durante a ventilação controlada, FiO2 = 1(G100) ou FiO2 = 0,6 (G60). Propofol foi usado para indução (10mg.kg-1) e seguido por infusão contínua (0,6mg.kg-1minuto-1). O aumento da PIC foi induzido pela obliteração temporária da veia jugular (OJv). As mensurações foram realizadas 20 minutos após OJv (T0) e em intervalos de 15 minutos (de T15 a T60). A pressão parcial de oxigênio alveolar no G60 foi menor do que no G100 durante todo o procedimento. O gradiente alveolar-arterial no G100 foi maior do que no G60, em T0 e T60. Não foram observadas diferenças para: relação pressão parcial de oxigênio/fração inspirada de oxigênio, relação arterioalveolar, índice respiratório, mistura arteriovenosa, oferta de oxigênio, consumo de oxigênio, taxa de extração de oxigênio, frequência cardíaca, pressão da artéria pulmonar média, pressão de oclusão da artéria pulmonar, índice cardíaco, índice sistólico e índice de resistência vascular sistêmica. No G100, a pressão arterial média em T0 foi maior do que em T45. Em cães com alta PIC, a função cardiopulmonar não foi influenciada pelas diferentes FiO2empregadas.

Keywords : cão; anestesia intravenosa total; autorregulação cerebral; hemodinâmica; mistura arteriovenosa.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )