SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 issue5Histopathological evaluation of posterior capsule associated with intraocular lens implant with modified surface using fluorine and poliethilene glycol plasma in rabbitsKinetics and morphology of common carp sperm cryopreserved in powdered coconut water ACP-104 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

On-line version ISSN 1678-4162

Abstract

PINTO FILHO, S. T. L. et al. Avaliações clínica, ecográfica e anatomofisiológica do alotransplante parcial de vesícula urinária com células-tronco mesenquimais alogênicas derivadas do tecido adiposo em coelhos. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2015, vol.67, n.5, pp.1304-1312. ISSN 1678-4162.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-4162-8148.

Os problemas relacionados ao armazenamento vesical são muitos e relevantes. Eles, além de influírem de forma efetiva na qualidade de vida, podem eventualmente evoluir para falência renal. Existem vários trabalhos, os quais descrevem as propriedades imunomoduladoras e imunossupressoras das células-tronco mesenquimais derivadas do tecido adiposo (ADSCs). Objetiva-se com o presente avaliar clínica, ecográfica e anatomofisiologicamente o alotransplante parcial de bexiga a fresco em coelhos, utilizando como agente imunomodulador ADSCs alogênicas. Para isso foram utilizados 25 coelhos, sendo um deles macho e doador das ADSCs, e os outros 24 eram fêmeas, submetidas a alotransplante parcial de bexiga, sendo tratadas com ciclosporina (GCi) ou células-tronco mesenquimais (GCe). Conclui-se que as ADSCs foram suficientes para evitar sinais clínicos e ecográficos de rejeição ao alotransplante de vesícula urinária, mantendo a estrutura anatomofisiológica vesical por até 30 dias em coelhos.

Keywords : bexiga; ADSC; cirurgia; transplante.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )