SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 issue5Occurrence of Cryptosporidium spp. in exotic animals raised as pets in BrazilMorphometric evaluation of equine from Squadron of Mounted Police in Lages, Joinville and Florianopolis-SC author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

On-line version ISSN 1678-4162

Abstract

MOREIRA, T. F. et al. Perfil energético de vacas leiteiras mestiças no período de transição em duas estações do ano. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2015, vol.67, n.5, pp.1327-1334. ISSN 1678-4162.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-4162-8287.

RESUMO

Foram utilizadas 31 vacas leiteiras mestiças para comparar o perfil energético em duas estações, verão e inverno. Amostras de sangue foram colhidas semanalmente durante o pré-parto, no dia do parto e nos dias dois, cinco, 10, 15, 21 e 30 do pós-parto. Todos os metabólitos analisados foram influenciados pelo estádio fisiológico. As concentrações de glicose foram maiores no inverno, enquanto as concentrações de triglicérides e lactato desidrogenase (LDH) foram maiores no verão. As concentrações de colesterol, AST e GGT mostraram um padrão de comportamento diferente entre o verão e o inverno. Ácidos graxos não esterificados (NEFA) e beta-hidroxibutirato (BHB) não foram influenciados pela estação do ano. As vacas que pariram durante o inverno tinham um escore de condição corporal (ECC) maior e perderam mais ECC até o parto. No verão, 32,26% e, no inverno, 29,03% dos animais apresentaram concentrações de NEFA acima do recomendado no pré-parto; 22,58% dos animais no verão e 19,35% no inverno tiveram cetose subclínica em algum momento do período de transição, tornando-os mais suscetíveis a outras doenças.

Keywords : AGNE; monitoramento; saúde do rebanho; estresse por calor.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )