SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 issue5Virulence, resistance, and genetic relatedness of Escherichia coli and Klebsiella sp. isolated from mule foals author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

On-line version ISSN 1678-4162

Abstract

CASTILLO, C.A.; JARAMILLO, C.; LOAIZA, M.J.  and  BLANCO, R.. Síndrome metabólica equina em cavalo crioulo Colombiano:relato de caso. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2017, vol.69, n.5, pp.1067-1072. ISSN 1678-4162.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-4162-9119.

A síndrome metabólica equina é uma alteração reconhecida por apresentar obesidade, resistência à insulina e laminite. Fatores genéticos poderiam ser relevantes na ocorrência dessa síndrome, em que certas raças consideradas pôneis (incluídas as raças crioulas de cavalos sul-americanos) têm mais baixa sensibilidade à insulina e mais alta prevalência de apresentar hiperinsulinemia. As condições ambientais e de manejo, como superalimentação e falta de exercício, são fatores predisponentes para o desenvolvimento da obesidade. O tecido adiposo cumpre atividades como um órgão endócrino produtor de hormônios (adipocinas ou adipocitocinas) que afetam o metabolismo do cavalo. O objetivo deste relatório é descrever o primeiro registro de caso de uma égua de raça Cavalo Crioulo Colombiano (CCC) com síndrome metabólica, diagnosticada pela prova combinada de glicose-insulina e por quadro clínico. O diagnóstico precoce desta entidade e seu tratamento adequado permitem melhorar as condições de vida e zootécnicas do paciente que dela padece.

Keywords : equino; resistência à insulina; obesidade; laminite.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )