SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 issue5Sclerosing encapsulating peritonitis in dog (Canis familiaris): case reportMetabolic and hemodynamic evaluation of two long term sedation protocols in dogs author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

On-line version ISSN 1678-4162

Abstract

MENEZES, L.B. et al. Avaliação histológica e imunomarcação de E-caderina e β-catenina em rins de cães submetidos a isquemia e referfusão renal após administração de clorpromazina. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2017, vol.69, n.5, pp.1206-1214. ISSN 1678-4162.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-4162-9395.

A lesão renal isquêmica pode estar associada a procedimentos urológicos, tais como cirurgia renovascular, cirurgia renal extracorpórea ou transplante renal. Essa injúria, muitas vezes, é seguida de insuficiência renal aguda. O objetivo deste trabalho foi observar a localização da E-caderina e da β-catenina em rim de cães, além de relacionar a expressão dessas proteínas das junções de aderência em diferentes tempos de isquemia e reperfusão com ou sem a aplicação de clorpromazina. Para tanto, foram utilizados 12 cães, distribuídos aleatoriamente em dois grupos de seis indivíduos: grupo A, com isquemia e reperfusão sem tratamento por clorpromazina, e o grupo B, com isquemia e reperfusão tratado por clorpromazina. No procedimento cirúrgico, foi realizada uma incisão paracostal esquerda para identificação e isolamento do rim esquerdo e da artéria renal esquerda. Após o isolamento da artéria, os animais de todos os grupos tiveram o vaso ocluído. Os animais do grupo B receberam clorpromazina via endovenosa, na dose de 5mg/kg, 15min antes da clampagem do vaso, que durou uma hora. Após este período, as artérias renais foram desobstruídas e os órgãos permaneceram em reperfusão por duas horas. Em cada grupo, foram extraídas seis amostras de parênquima renal, com utilização de agulha tru-cut, para marcação com anticorpos anti-E-caderina e anti-β-catenina por meio de imunoistoquímica. E-caderina e β-catenina são diferencialmente expressas em segmentos do córtex e da medula em rim de cães e o uso da clorpromazina não alterou a expressão das duas proteínas.

Keywords : insuficiência renal aguda; junções de aderências; adesão celular; necrose tubular renal.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )