SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 issue1Biosecurity for fishfarming cage systems due to the highly clogged screen aggravated by Limnoperna fortuneiComputer assisted fish karyotyping author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935On-line version ISSN 1678-4162

Abstract

LAZZARI, R. et al. Crescimento e enzimas digestivas de jundiás alimentados com dietas contendo resíduos de frutas. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2019, vol.71, n.1, pp.323-330. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-4162-10343.

Na piscicultura, o uso de ingredientes alternativos vem sendo estudado, de modo que seja possível utilizar fontes alternativas para minimizar custos com a alimentação. Neste estudo, foi avaliada a incorporação de resíduos de uva, laranja, goiaba e figo em rações para jundiá e seus efeitos no crescimento, em enzimas digestivas e na composição corporal. Foram utilizados 180 peixes (peso médio inicial = 22,93±0,75 g), criados em sistema de recirculação. Não houve diferença (P>0,05) nos parâmetros de crescimento, matéria seca, matéria mineral, proteína plasmática, colesterol, triglicerídeos, lipase e tripsina dos peixes. Os níveis de glicose foram maiores nos peixes alimentados com dietas contendo figo, laranja e uva (P<0,05). A atividade de lipase foi maior nos peixes alimentados com resíduo de laranja, comparado com o de goiaba (P<0,05). As dietas contendo goiaba e figo proporcionaram mais proteína corporal nos jundiás. Os jundiás alimentados com dieta contendo resíduo de laranja apresentaram maior teor de lipídeos corporal. Conclui-se que os resíduos de frutas testados podem ser usados na alimentação do jundiá.

Keywords : subprodutos; nutrição; Rhamdia quelen.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )