SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 issue2Hypotonic enteral electrolyte solutions administered by nasoesophageal tube in continuous flow in dogs dehydrated by water restriction: Part 1Implantation of self-expanding stent for treatment of urethral stenosis in dog - case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935On-line version ISSN 1678-4162

Abstract

VASCONCELOS, J.S. et al. Caracterização anatomopatológica e imuno-histoquímica dos tumores das glândulas cutâneas em cães. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2019, vol.71, n.2, pp.411-424.  Epub June 06, 2019. ISSN 0102-0935.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-4162-10371.

O presente estudo objetivou caracterizar os aspectos anatomopatológicos e imuno-histoquímicos dos tumores das glândulas cutâneas em cães. A caracterização morfológica seguiu a classificação atualizada da Organização Mundial de Saúde. Para a caracterização imuno-histoquímica, utilizaram-se anticorpos monoclonais primários anti-citoqueratina 14 (CK14), vimentina, p63, calponina, EGFR e Ki-67. Dos animais examinados, 66,67% (18/27) eram machos e 33,33% (9/27) fêmeas, 21 tinham raça definida e seis eram sem raça definida (SRD), com idade variando entre sete e 15 anos. Dos tumores caracterizados, 40,74% eram hepatoides (11/27), 29,63% sebáceos (8/27), 25,92% apócrinos (7/27) e 3,70% meibômio (1/27). Os tumores malignos representaram 55,56%, e os benignos 44,44%. Com esses resultados, foi possível demonstrar que os tumores das glândulas cutâneas em cães são frequentes, sem predileção por raça, sexo e com idade superior ou igual a sete anos. Os anticorpos CK 14, p63, vimentina e EGFR foram imunoexpressos nas células basais, células de diferenciação sebácea dos tumores hepatoides e de meibômio e células mioepiteliais. Entretanto, a vimentina e o EGFR não demonstraram imunomarcação para os tumores sebáceos. A calponina foi um bom marcador para as células mioepiteliais. O índice de Ki-67 foi mais acentuado nos tumores malignos em relação aos benignos. No entanto, estudos futuros utilizando maior número de casos se fazem necessários.

Keywords : cães; tumores cutâneos; análise; imuno-histoquímica; histopatologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )