SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Detection of cavities in sandstone using gravity, resistivity and GPR methods author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Geofísica

Print version ISSN 0102-261X

Abstract

GUIMARAES, Gilson B.; FERREIRA, Francisco J. F.; ULBRICH, Horstpeter H. G. J.  and  FORLIN, Maximilian. O Projeto Aerogeofísico Serra do Mar Sul na região do Complexo Granítico Cunhaporanga, Paraná: análise do levantamento gamaespectrométrico. Rev. Bras. Geof. [online]. 2001, vol.19, n.1, pp. 03-18. ISSN 0102-261X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-261X2001000100001.

Este trabalho analisa dados gamaespectrométricos do Projeto Aerogeofísico Serra do Mar Sul no embasamento meso a neoproterozóico, leste do estado do Paraná, Brasil meridional. Três unidades litoestratigráficas principais são reconhecidas, com direção N30-40E. A ocorrência oriental é o Complexo Granítico Três Córregos (CGTC), constituído por granitos cálcio-alcalinos e mega-enclaves. A parte central é formada pela Grupo Itaiacoca, de baixo grau metamórfico. A porção ocidental é o Complexo Granítico Cunhaporanga (CGC), também com mega-enclaves. Para W, aparece o Grupo vulcânico-sedimentar molássico Castro, do Eopaleozóico, depositado em estrutura de graben, discordantemente sobre o CGC. É também encontrada a Formação Furnas de arenitos devonianos, unidade basal da Bacia do Paraná nessa região. O maciço alcalino cretáceo Banhadão (8 km2) é intrusivo no CGTC. A parte central e setentrional do CGC, fortemente intemperizada, é coberta pela bacia hidrográfica do rio Iapó, com depósitos aluviais. Os dados foram corrigidos com filtro coseno direcional (grau 6) e apresentados como cps (contagens por segundo). As respostas de U e K são por vezes espúrias, não correlacionáveis com dados geológicos. A maioria das intrusões do CGC apresenta valores bastante altos de Th e U, mais baixos de CT (contagem total) e baixos de K, em contraste com respostas nos granitos do CGTC. Valores mais altos na CT são encontrados em alguns dos plútons mais evoluídos do CGC (como o Serra do Carambeí). Os granitos do CGTC podem ser divididos em dois domínios radiométricos, um adjacente à Faixa Itaiacoca e outro mais ao E-SE, correspondendo ao Granito São Sebastião, com respostas elevadas (CT e K). Os mega-enclaves são identificados, em todos os canais, por contagens mais baixas que as dos granitos. A Faixa Itaiacoca é mostrada nos mapas com contagens baixas a moderadas (CT, Th e U). O Grupo Castro aparece com padrão radiométrico complexo, controlado por sua constituição litológica. Os arenitos Furnas mostram respostas em geral baixas (mapa TC). Os depósitos aluviais do Iapó se destacam como faixas de valores muito baixos nos mapas de Th, U e CT.

Keywords : Levantamento aerogamaespectrométrico; Mapeamento geológico; Projeto Aerogeofísico Serra do Mar Sul; Complexos Graníticos Cunhaporanga e Três Córregos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English