SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue4Social and medical intervention in the case of benzene poisoning in Cubatão, São Paulo: an interdisciplinary approachRisk factors for hospitalization of children aged one to four years in São Luís, Maranhão, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

VIEIRA, Elisabeth Meloni. As atitudes das mulheres em relação ao aborto e ao uso de métodos anticoncepcionais influenciam na sua opção pela esterilização?. Cad. Saúde Pública [online]. 1999, vol.15, n.4, pp. 739-747. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1999000400008.

Este artigo analisa as atitudes em relação ao aborto e uso de métodos anticoncepcionais entre mulheres de baixa renda moradoras da periferia da região metropolitana de São Paulo. Uma subamostra de 583 mulheres participantes uma pesquisa realizada em 1992 é examinada, mostrando que o mais importante atributo de um método contraceptivo é a sua efetividade, especialmente para as esterilizadas. As mulheres que tomavam pílula tinham menor chance de concordar que o melhor método era a esterilização, por causa de sua efetividade. Mulheres esterilizadas, comparadas às usuárias da pílula, tinham menos chance de confiar na pílula e relataram efeitos adversos causados pelo uso do anticoncepcional. Muitas acham o aborto inaceitável, exceto nos casos em que há risco de vida para a mulher. Mulheres que usam métodos mais efetivos mostraram ter atitudes mais fortes contra o aborto. A tendência para submeter-se à esterilização mais jovem foi encontrada associada com atitudes mais negativas em relação ao aborto. As atividades de planejamento familiar no sistema de atenção primária à saúde deveriam incluir o aconselhamento individual para o uso de contraceptivos.

Keywords : Planejamento Familiar; Contracepção; Atitudes; Aborto.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English