SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número5Fatores associados à não realização de exame citopatológico de colo uterino no extremo Sul do BrasilA saúde bucal em pauta: análise de registros dos Conselhos Municipais de Saúde de municípios pertencentes à 17ª Regional de Saúde do Estado do Paraná, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311Xversão On-line ISSN 1678-4464

Resumo

DIAS, Flávio de Oliveira Passos; LOROSA, Elias Seixas  e  REBELO, José Manuel Macário. Fonte alimentar sangüínea e a peridomiciliação de Lutzomyia longipalpis (Lutz & Neiva, 1912) (Psychodidae, Phlebotominae). Cad. Saúde Pública [online]. 2003, vol.19, n.5, pp.1373-1380. ISSN 0102-311X.  https://doi.org/10.1590/S0102-311X2003000500015.

Estudou-se por meio da reação da precipitina, o conteúdo estomacal de Lutzomyia longipalpis nos ambientes intradomiciliar e peridoméstico, no Município de Raposa, Maranhão, área de transmissão de leishmaniose visceral ou "calazar". De 2.240 fêmeas capturadas, 547 (24,4%) estavam alimentadas com sangue de vertebrados nas proporções que seguem: ave (87,9%); roedor (47,2%); humano (42,4%), cão (27,6%); mucura (26,6%) e eqüino (22,5%). A investigação levada a efeito em 120 habitações confirmou a galinha como o animal doméstico mais comum no ambiente peridoméstico (28,3%), seguido pelo cão (21,7%), gato (17,5%), jumento (13,3%), pombo (7,5%), coelho (3,3%) e pato (3,3%); enquanto o cavalo, marreco e porco representaram, cada um, 1,7%. Entre os animais sinantrópicos, a mucura foi a mais citada naquele ambiente (39,3%), seguida pelo rato (37,9%), morcego (14,3%) guaxinim (3,6%), raposa (2,1%), cobra (1,4%) e sapo (1,4%). A presença no peridomicílio de animais domésticos e sinantrópicos e o encontro de flebótomos alimentados, ao mesmo tempo, com sangue humano, de mucura e de canídeos, corroboram a hipótese de que a transmissão do calazar esteja ocorrendo realmente no ambiente antrópico, no Município de Raposa.

Palavras-chave : Leishmaniose Visceral; Psychodidae; Controle de Vetores.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons