SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue2Caries prevalence in 4-year-old preschoolers attending public schools in Recife, Pernambuco, BrazilHome care for the chronically ill: a self-care health system author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

HENNINGTON, Élida Azevedo; CORDEIRO, Ricardo  and  MOREIRA FILHO, Djalma de Carvalho. Trabalho, violência e morte em Campinas, São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2004, vol.20, n.2, pp. 610-617. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2004000200031.

Neste estudo epidemiológico foram analisados óbitos decorrentes de causas externas, ocorridos nos anos 1999 e 2000 entre moradores masculinos da Cidade de Campinas falecidos com idade entre 15 e 64 anos, por intermédio de entrevistas com familiares. Buscou-se correlacionar esta incidência com a história ocupacional dos indivíduos, permitindo a caracterização de tais eventos como acidentes de trabalho. A mortalidade proporcional devido a acidentes de trabalho foi estimada em 27,0% neste grupo. Em nenhuma das Declarações de Óbito analisadas estava assinalado com "sim" o campo Acidente de Trabalho. Com base nos resultados, estimou-se que a informação oficial do Ministério do Trabalho e Emprego sobre o número de óbitos decorrentes de acidentes de trabalho no período no Estado de São Paulo esteja subestimada em 83,4%. Constatou-se ainda que a imensa maioria dos acidentes de trabalho fatais identificados era de homicídios e acidentes de transporte, refletindo o aumento da violência nas grandes cidades brasileiras.

Keywords : Acidente de Trabalho; Mortalidade; Violência.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese