SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número7Desigualdades na realização do exame clínico de mama em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, BrasilRepresentações, mitos e comportamentos do paciente submetido ao implante de marcapasso na doença de Chagas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311X

Resumo

CAMPELLI, Magali Geovana Ramlow  e  CALVO, Maria Cristina M.. O cumprimento da Emenda Constitucional nº. 29 no Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2007, vol.23, n.7, pp. 1613-1623. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2007000700012.

A aprovação da Emenda Constitucional nº. 29 (EC-29) em 2000 determinou a vinculação de percentuais mínimos de recursos orçamentários que a União, Estados, Distrito Federal e municípios seriam obrigados a aplicar em ações e serviços públicos de saúde. O objetivo deste artigo é verificar o cumprimento da EC-29 no Brasil no período de 2000 a 2003. O estudo é descritivo utilizando-se dados disponíveis no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (SIOPS). Apresenta como resultado uma dívida acumulada com o Sistema Único de Saúde de R$ 1,8 bilhão na União e de R$ 5,29 bilhões nos Estados. O total de Estados que cumpriram a EC-29 foi de 59% em 2000, 33% em 2001, 41% em 2002 e 52% em 2003. Os dados do SIOPS mostraram que a média percentual de aplicação de recursos próprios municipais em ações e serviços de saúde era superior ao mínimo exigido de 7% previsto na Constituição Federal. A média percentual de recursos próprios aplicados pelos municípios ficou em 13,67% em 2000, 14,82% em 2001, 16,54% em 2002 e 17,40% em 2003.

Palavras-chave : Financiamento em Saúde; Sistema Único de Saúde; Orçamentos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português