SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número7Desigualdades na realização do exame clínico de mama em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, BrasilRepresentações, mitos e comportamentos do paciente submetido ao implante de marcapasso na doença de Chagas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Cadernos de Saúde Pública

versão On-line ISSN 1678-4464

Resumo

CAMPELLI, Magali Geovana Ramlow  e  CALVO, Maria Cristina M.. O cumprimento da Emenda Constitucional nº. 29 no Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2007, vol.23, n.7, pp. 1613-1623. ISSN 1678-4464.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2007000700012.

A aprovação da Emenda Constitucional nº. 29 (EC-29) em 2000 determinou a vinculação de percentuais mínimos de recursos orçamentários que a União, Estados, Distrito Federal e municípios seriam obrigados a aplicar em ações e serviços públicos de saúde. O objetivo deste artigo é verificar o cumprimento da EC-29 no Brasil no período de 2000 a 2003. O estudo é descritivo utilizando-se dados disponíveis no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (SIOPS). Apresenta como resultado uma dívida acumulada com o Sistema Único de Saúde de R$ 1,8 bilhão na União e de R$ 5,29 bilhões nos Estados. O total de Estados que cumpriram a EC-29 foi de 59% em 2000, 33% em 2001, 41% em 2002 e 52% em 2003. Os dados do SIOPS mostraram que a média percentual de aplicação de recursos próprios municipais em ações e serviços de saúde era superior ao mínimo exigido de 7% previsto na Constituição Federal. A média percentual de recursos próprios aplicados pelos municípios ficou em 13,67% em 2000, 14,82% em 2001, 16,54% em 2002 e 17,40% em 2003.

Palavras-chave : Financiamento em Saúde; Sistema Único de Saúde; Orçamentos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português (pdf) Português (epdf)