SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue4The Family Health Program in Brazil and the adequacy of its coverage indicatorA descriptive profile of the canine population in Araçatuba, São Paulo State, Brazil, from 1994 to 2004 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

ROSA FILHO, Luiz Artur; FASSA, Anaclaudia Gastal  and  PANIZ, Vera Maria Vieira. Fatores associados à continuidade interpessoal na atenção à saúde: estudo de base populacional. Cad. Saúde Pública [online]. 2008, vol.24, n.4, pp. 915-925. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2008000400023.

Estudar a prevalência de continuidade interpessoal na atenção à saúde e seus determinantes. Foi realizado um estudo transversal de base populacional com 3.133 indivíduos com 20 anos ou mais da zona urbana de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. A análise multivariável foi realizada através de regressão de Poisson, tendo no primeiro nível variáveis sócio-econômicas e demográficas e no nível proximal, variáveis assistenciais e de necessidades em saúde. A prevalência de continuidade interpessoal na atenção à saúde foi de 43,7% (IC95%: 42,0-45,5). Sexo feminino, idades avançadas, maior renda, consulta no último ano, relato de doença crônica e não consultarem no sistema público de saúde apresentaram maior continuidade interpessoal na atenção à saúde. Entre os que consultam em unidades básicas de saúde, sexo feminino, aumento da idade e o Programa Saúde da Família estiveram associadas com continuidade interpessoal na atenção à saúde. Alguns grupos vulneráveis, como aqueles de baixa renda e usuários do sistema público de saúde, apresentaram menores prevalências do desfecho.

Keywords : Continuidade da Assistência ao Paciente; Atenção Primária à Saúde; Relações Médico-Paciente.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese