SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número6Adesão às precauções padrão pela equipe do atendimento pré-hospitalar móvel de Belo Horizonte, Minas Gerais, BrasilComunicações persuasivas e doação regular de sangue: um estudo experimental índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311Xversão On-line ISSN 1678-4464

Resumo

MOTA, Jurema Corrêa da; VASCONCELOS, Ana Gloria Godoi  e  ASSIS, Simone Gonçalves de. Análise de correspondência: um método para classificação de mulheres com perfil semelhante de vitimização. Cad. Saúde Pública [online]. 2008, vol.24, n.6, pp.1397-1406. ISSN 0102-311X.  https://doi.org/10.1590/S0102-311X2008000600020.

A violência contra a mulher é uma questão ainda pouco debatida na sociedade, abrangendo um conjunto de agressões físicas, psicológicas e sexuais que contribuem para a depreciação da saúde da vítima. Aplicou-se a técnica de análise de correspondência multivariada, seguida da técnica de análise de cluster aos crimes registrados no Centro Integrado de Atendimento à Mulher, Rio de Janeiro, Brasil, com o objetivo de investigar o padrão de associação entre os agravos e estabelecer critérios para a classificação das agressões. Identificaram-se três grupos que se distinguem pela natureza do crime (físico, psicológico e sexual) e pelos níveis de gravidade. O menos grave é formado pelos crimes de lesão corporal leve e ameaça. O de gravidade intermediária reúne crimes de lesão corporal grave e ameaça. No de maior gravidade estão os crimes de ameaça de morte, estupro e abuso sexual. O método permitiu a classificação dos crimes em três grupos, que podem ser ordenados de acordo com o grau de severidade que guardam entre si.

Palavras-chave : Violência Contra a Mulher; Mulheres Maltratadas; Agressão.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons