SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue4Prevalence of overweight and associated factors in adults: a population survey in Rio Branco, Acre State, Brazil, 2007-2008 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

CANTANHEDE, Selma Patrícia Diniz; FERREIRA, Aldo Pacheco  and  MATTOS, Ines Echenique. Esquistossomose mansônica no Estado do Maranhão, Brasil, 1997-2003. Cad. Saúde Pública [online]. 2011, vol.27, n.4, pp. 811-816. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000400020.

O objetivo deste estudo foi analisar a prevalência da esquistossomose mansônica no Maranhão, Brasil, no período de 1997 a 2003, segundo as regionais de saúde contempladas pelo Programa de Controle da Esquistossomose (PCE). O método estatístico utilizado foi a regressão polinomial. Bacabal e São Luís apresentaram tendência decrescente e constante. Colinas demonstrou tendência de incremento até o ano de 2002, com posterior diminuição. Em Imperatriz, observou-se tendência crescente e constante. Concluiu-se que as questões relativas às características socioeconômicas são bastante expressivas no Maranhão e, seguramente, possuem relação com os resultados encontrados. Acredita-se, ainda, que o registro de dados referente às regionais de saúde do estado tenha sido afetado pelas modificações ocorridas por conta da descentralização do PCE. Os resultados deste estudo apontam aspectos que transcendem a análise do padrão de ocorrência de casos de esquistossomose mansônica no Estado do Maranhão, ficando demonstrada, sobretudo, a necessidade de melhorias relacionadas às condições de vida da população.

Keywords : Esquistossomose Mansoni; Condições Sociais; Prevalência.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese