SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número8Medidas de atividade física e fragilidade em idosos: dados do FIBRA Campinas, São Paulo, BrasilEfetividade, produtividade e capacidade de realização de transplantes de órgãos nos estados brasileiros índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311X

Resumo

MEDEIROS, Decio et al. Prevalência de sibilância e fatores de risco associados em crianças no primeiro ano de vida, residentes no Município de Recife, Pernambuco, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2011, vol.27, n.8, pp. 1551-1559. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000800010.

Verificar a prevalência de sibilância no primeiro ano de vida em lactentes da cidade do Recife, Pernambuco, Brasil e identificar fatores de risco a ela associados. Estudo realizado segundo o protocolo do Estudio Internacional de Sibilancia en Lactantes (EISL) em crianças com idades entre 12 e 15 meses. A amostra foi analisada segundo a presença ou não de sibilância. Foram entrevistados 1.071 pais por crianças com idades entre 12 e 15 meses. A prevalência de sibilância no primeiro ano de vida foi de 43%, sem diferenças quanto aos gêneros. O relato de sibilância no primeiro ano de vida foi associado a ter tido pneumonia, ter familiares com asma, mais de nove episódios de infecções de vias aéreas superiores e primeiro episódio de resfriado antes de seis meses de idade (p < 0,001). A prevalência de sibilância no primeiro ano de vida entre lactentes da cidade do Recife é alta. Início precoce e número elevado de resfriados, ter familiares com asma e ter pneumonia foram fatores associados aos quadros de sibilância nessas crianças.

Palavras-chave : Sons Respiratórios; Asma; Lactente; Fatores de Risco.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português