SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 suppl.2Evolution of inequalities in mortality in Salvador, Bahia State, Brazil, 1991/2006Social inequalities in health among the elderly author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

SANTOS, Iná S. et al. Óbitos evitáveis até os 4 anos de idade na coorte de nascimentos de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, 2004. Cad. Saúde Pública [online]. 2011, vol.27, suppl.2, pp. s185-s197. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011001400007.

Os óbitos evitáveis têm sido utilizados como indicadores de qualidade da atenção à saúde. Este estudo teve como objetivo identificar os fatores associados aos óbitos evitáveis até os 4 anos de idade entre as crianças da Coorte de Nascimentos de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, de 2004. De 1º de janeiro de 2004 a 31 de dezembro de 2005, os óbitos foram monitorados diariamente, as causes, investigadas e classificadas conforme a evitabilidade. Após o primeiro ano, os óbitos foram monitorados por meio do Sistema de Informações sobre Mortalidade. Até os 4 anos, ocorreram 94 óbitos, sendo possível classificar 92, dos quais 70 seriam evitáveis. Baixa renda, menor número de consultas pré-natais, pré-natal de pior qualidade, prematuridade, baixo Apgar no 5º minuto e não mamar nas primeiras 24 horas associaram-se a risco aumentado de morrer por cause evitável. Prematuridade estava presente em 39 óbitos, mas somente 5 desses teriam sido prevenidos por intervenções no pré-natal. Embora limitada, a adesão às normas do programa de atenção pré-natal, especialmente entre as mais pobres, ainda é a principal estratégia para a prevenção das mortes evitáveis na infância.

Keywords : Mortalidade Neonatal; Mortalidade Infantil; Avaliação.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English