SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número10Características de programas de atividade física na atenção básica de saúde do BrasilDesignação sexual em crianças intersexo: uma breve análise dos casos de "genitália ambígua" índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311X

Resumo

CECCATO, Aline Duarte Ferreira et al. Absenteísmo por doença ocupacional de trabalhadores rurais no setor canavieiro. Cad. Saúde Pública [online]. 2014, vol.30, n.10, pp.2169-2176. ISSN 0102-311X.  https://doi.org/10.1590/0102-311X00026413.

O objetivo do estudo foi analisar a frequência de afastamentos por doenças ocupacionais de trabalhadores rurais em uma safra canavieira. Foram analisados 1.230 atestados médicos classificados de acordo com a 10a revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID-10) de 400 trabalhadores rurais. Nos atestados foram analisados: diagnóstico médico, sexo, dias de afastamento e período do afastamento. Em todos os períodos as doenças osteomusculares apresentaram maior frequência de atestados seguidos das doenças respiratórias (p < 0,05). Os atestados por doenças osteomusculares foram mais frequentes no fim da safra do que na entressafra (p < 0,05). Em relação ao número de dias afastados, 75% dos atestados foram de um dia. Os atestados por doenças do aparelho geniturinário obtiveram maior número de dias afastados (p < 0,001). Assim, é fundamental a atuação de uma equipe multidisciplinar de profissionais da saúde que atentem para o desenvolvimento de atividades de ergonomia, equipamentos de proteção individual e orientações de saúde direcionadas especificamente às necessidades dessa população.

Palavras-chave : Trabalhadores Rurais; Absenteísmo; Doenças Profissionais.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )