SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número11Coordenação da assistência prestada às pessoas que vivem com HIV/AIDS em um município do Estado de São Paulo, BrasilA autoeficácia como mediadora da relação entre bem-estar subjetivo e saúde geral de cadetes militares índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311X

Resumo

IANNI, Aurea Maria Zöllner et al. As Ciências Sociais e Humanas em Saúde na ABRASCO: a construção de um pensamento social em saúde. Cad. Saúde Pública [online]. 2014, vol.30, n.11, pp.2298-2308. ISSN 0102-311X.  https://doi.org/10.1590/0102-311X00214213.

O desenvolvimento de um pensamento social em saúde, recente no Brasil, está relacionado com a constituição da Saúde Coletiva e da Associação Brasileira de Pós-graduação em Saúde Coletiva (ABRASCO). Com a criação da ABRASCO, constituiu-se também a área de Ciências Sociais. Este artigo apresenta os principais aspectos referentes à constituição e institucionalização das Ciências Sociais em Saúde na ABRASCO, com base nos depoimentos de seus presidentes e coordenadores das Comissões de Ciências Sociais no período de 1995 a 2011. Os depoimentos possibilitaram captar e analisar o contexto de constituição desse campo, sua relevância e trajetória no conjunto da Saúde Coletiva, tendo sido agrupados em cinco eixos de análise: (1) o desenvolvimento das Ciências Sociais e Humanas em Saúde; (2) a Saúde Coletiva e a interdisciplinaridade; (3) a contribuição das Ciências Sociais à Saúde Coletiva; (4) as Ciências Sociais em Saúde e as Ciências Sociais “tradicionais”; e (5) os desafios para as Ciências Sociais e Humanas em Saúde.

Palavras-chave : Ciências Sociais; Ciências da Saúde; Domínios Científicos.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )