SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número10Fatores individuais e climáticos associados à infecção respiratória aguda em crianças colombianasPré-hipertensão arterial em comunidades quilombolas do sudoeste da Bahia, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão On-line ISSN 1678-4464

Resumo

GARCIA-JORDAN, Noris et al. Soroprevalência de infecção pelo Trypanosoma cruzi na população rural do Estado de Sucre, Venezuela. Cad. Saúde Pública [online]. 2017, vol.33, n.10, e00050216.  Epub 26-Out-2017. ISSN 1678-4464.  https://doi.org/10.1590/0102-311x00050216.

O estudo teve como objetivo determinar a soroprevalência da infecção pelo Trypanosoma cruzi no Estado de Sucre, Venezuela, e a associação com fatores de risco epidemiológicos. O delineamento da amostragem em clusters permitiu a seleção de 96 vilarejos e 576 moradias nos 15 municípios do Estado. No total, 2.212 amostras de soro foram analisadas com ELISA, HAI e IFI. O estudo mostrou uma soroprevalência de 3,12% no Estado de Sucre. Os seguintes fatores de risco estiveram associados à infecção pelo T. cruzi: acúmulo de lixo, materiais de piso e paredes impróprios, tipo de moradia, moradias com paredes de pau-a-pique e/ou teto de palha, moradias em situação de risco e construções anexas feitas de pau-a-pique, aves dentro das moradias e presença de lenha. A infecção esteve associada à idade individual, e três casos soropositivos foram identificados em indivíduos com menos de 15 anos de idade. O Estado de Sucre apresenta fatores epidemiológicos que aumentam o risco de infecção pelo T. cruzi.

Palavras-chave : Doença de Chagas; Trypanosoma cruzi; População Rural.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )