SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número5Construção e desconstrução das identidades masculinas entre trabalhadores metalúrgicos acometidos de LER/DORTFatores associados ao abandono e ao óbito de casos de tuberculose drogarresistente (TBDR) atendidos em um centro de referência no Rio de Janeiro, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311Xversão On-line ISSN 1678-4464

Resumo

SILVA, Érika Barbosa de Oliveira; PEREIRA, Adriana Lenho de Figueiredo  e  PENNA, Lúcia Helena Garcia. Estereótipos de gênero no cuidado psicossocial das usuárias de cocaína e crack. Cad. Saúde Pública [online]. 2018, vol.34, n.5, e00110317.  Epub 10-Maio-2018. ISSN 0102-311X.  https://doi.org/10.1590/0102-311x00110317.

A presente pesquisa analisou as concepções dos profissionais de saúde sobre as mulheres usuárias de cocaína e crack em processo de cuidado psicossocial baseando-se na perspectiva de gênero. Para tal fim, foram entrevistados 17 profissionais de saúde e procedidas observações sistemáticas nos espaços de cuidado coletivo em um Centro de Atenção Psicossocial para álcool e drogas da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil. A análise das entrevistas e diários de campo foi realizada por meio do método hermenêutico-dialético, que revelou três categorias: a fragilidade como atributo constitutivo da condição feminina; a dependência afetiva feminina relacionada com o uso de cocaína e crack; e os estereótipos de gênero no cuidado psicossocial. Os profissionais de saúde expressam a visão tradicional da mulher heterossexual, dócil e maternal, e reproduzem concepções estereotipadas ao considerar as usuárias de cocaína e crack como pessoas sensíveis, frágeis, dependentes afetivamente dos homens e mais envolvidas com o lar e a família. Esses profissionais carecem de uma compreensão mais elaborada sobre as questões de gênero no processo saúde/doença mental, a fim de possibilitar a superação do senso comum e da práxis de cuidado reducionista.

Palavras-chave : Cocaína Crack; Usuários de Drogas; Gênero e Saúde; Saúde da Mulher.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )