SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número4Atenção primária à saúde e Organizações Sociais nas capitais da Região Sudeste do Brasil: 2009 e 2014Problemas com bebida no passado coíbem consumo atual? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311Xversão On-line ISSN 1678-4464

Resumo

CIAPPONI, Agustin et al. Workshop de priorização de intervenções para o controle do mosquito Aedes aegypti na América Latina e no Caribe: diálogo de políticas. Cad. Saúde Pública [online]. 2019, vol.35, n.4, e00092918.  Epub 08-Abr-2019. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/0102-311x00092918.

Este trabalho apresenta os resultados de um diálogo entre tomadores de decisão e expertos da América Latina e do Caribe sobre a priorização de intervenções e pesquisas para o controle do mosquito Aedes aegypti. Faz parte de um projeto que compreendeu uma revisão sistemática sobre estratégias e controle do mosquito e um estudo qualitativo com informantes chave da região. Através de um processo deliberativo em instâncias coletivas, assistido pelos resultados dos mencionados projetos, foi elaborada uma listagem consensuada de prioridades de implementação de estratégias de controle vetorial e de desenvolvimento regional de linhas essenciais de pesquisa. Foi acordado que a melhor estratégia é a gestão integrada de vetores ou Estratégia de Gestão Integrada, desagregada em: (a) controle químico; (b) controle biológico; (c) gestão ambiental; (d) participação comunitária; (e) vigilância integrada. Foi destacado o rol fundamental e indelegável da direção do estado e a coordenação intersetorial entre agências estaduais com atores da sociedade civil. Foi proposto priorizar como linhas de pesquisa: a capacidade vetorial do Ae. aegypti e fatores associados; componentes comunitários das intervenções; a incorporação de tecnologia para o controle vetorial e para o monitoramento; modos mais eficientes de vigilância integrada; indicadores entomológicos com melhor capacidade preditiva e resistência a pesticidas. A metodologia do diálogo de políticas permitiu validar e enriquecer os resultados de outras áreas de pesquisa, possibilitou estabelecer prioridades a propósito da pesquisa, além de estratégias para o controle regional.

Palavras-chave : Aedes aegypti; Administração Ambiental; Política Pública.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês | Espanhol     · Inglês ( pdf ) | Espanhol ( pdf )