SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número5Adaptação transcultural e validação do Questionário de Atitudes Socioculturais em Relação à Aparência-4 (SATAQ-4) aplicado a estudantes universitáriosTendências temporais do consumo de frutas e hortaliças entre adultos nas capitais brasileiras e Distrito Federal, 2008-2016 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311Xversão On-line ISSN 1678-4464

Resumo

ALMEIDA-BRASIL, Celline Cardoso et al. Uma nova medida de desfecho relatada pelo paciente para avaliar barreiras percebidas à adesão à terapia antirretroviral: a escala PEDIA. Cad. Saúde Pública [online]. 2019, vol.35, n.5, e00184218.  Epub 03-Jun-2019. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/0102-311x00184218.

Este estudo teve por objetivo o desenvolvimento e avaliação de uma nova medida de desfecho relatada pelo paciente para avaliar barreiras percebidas à adesão à terapia antirretroviral (TARV). A escala Percepção de Dificuldades com o Tratamento Antirretroviral (PEDIA) foi desenvolvida com base em entrevistas com pacientes. Após teste piloto e avaliação de evidências com base no conteúdo do teste, revisões da escala resultaram em uma versão com 40 itens. A PEDIA foi aplicada em 415 adultos soropositivos para HIV que receberam TARV por um máximo de 180 dias, recrutados de três unidades de saúde de referência na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. As análises incluíram análise fatorial exploratória, consistência interna, teoria da resposta ao item, estabilidade temporal, e relação preditiva teste-critério. A versão final da escala contém 18 itens distribuídos em três dimensões, no caso: problemas cognitivos e de rotina (4 itens); preocupações com medicamentos e saúde (6 itens); e medos e sentimentos do paciente (8 itens). Resultados do ômega de McDonald e estabilidade temporal demonstram que a PEDIA é internamente consistente e produz escores estáveis ao longo do tempo. As funções de informação do teste sugerem que as três dimensões foram informativas na avaliação de uma ampla gama do traço latente. Evidências relacionadas à relação teste-critério confirmaram que a PEDIA foi capaz de prever não-adesão três meses depois. Nossos resultados sugerem que a PEDIA é uma ferramenta robusta do ponto de vista psicométrico para a avaliação das barreiras percebidas por pacientes adultos que iniciam TARV. Ela pode ser usada em contextos clínicos e de pesquisa para a detecção precoce de pacientes em risco de não-adesão e para a identificação de barreiras potencialmente modificáveis.

Palavras-chave : Medidas de Resultados Relatados pelo Paciente; Psicometria; Infecções por HIV; Adesão à Medicação.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )