SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1Karyologyof some pteridophytes species occurring in the northeast of BrazilThe occurrence of facultative mutualism between Dyckia maritima Backer (Bromeliaceae) and the termite Cortaritermes silvestrii (Holmgren), Nasutitermitinae, on rock outcrops in Itapuã State Park, Viamão, RS índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Acta Botanica Brasilica

versión impresa ISSN 0102-3306versión On-line ISSN 1677-941X

Resumen

PINHEIRO, Fernanda  y  BORGHETTI, Fabian. Requerimentos de luz e temperatura para a germinação de sementes de Aechmea nudicaulis (L.) Griesebach e Streptocalyx floribundus (Martius ex Schultes F.) Mez (Bromeliaceae). Acta Bot. Bras. [online]. 2003, vol.17, n.1, pp.27-35. ISSN 0102-3306.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062003000100003.

Sementes de A. nudicaulis e S. floribundus foram coletadas em uma restinga em Presidente Kennedy (ES). Esta comunidade arenosa caracteriza-se pela presença de moitas de vegetação separadas por areia nua ou com rala cobertura vegetal. Para examinar a capacidade das sementes em germinar nas distintas situações microclimáticas presentes neste ambiente, foram conduzidos, em laboratório, experimentos de germinação sob diferentes condições de temperatura e luminosidade. Sementes de A. nudicaulis não germinaram no escuro, mas sob luz vermelha atingiram alta germinabilidade (≥90%) entre 15 e 40°C. Sementes de S. floribundus germinaram no escuro apenas a 40ºC (22,5%), enquanto na luz, a germinabilidade foi acima de 90% entre 15 e 30ºC. Para ambas as espécies a velocidade de germinação foi máxima a 25ºC. Para as duas bromélias, temperaturas alternantes (20/30ºC) resultaram em alta germinabilidade (≥92,5%) apenas na luz. Sementes mantidas a 20/30°C no escuro foram posteriormente transferidas para luz, resultando numa alta germinabilidade (>89%) para ambas as espécies. Nenhuma semente germinou a 20/50ºC, perdendo a viabilidade após 720h de incubação. As sementes mostraram-se fotoblásticas positivas e não toleraram altas temperaturas. Em condições naturais, a germinação de A. nudicaulis e S. floribundus parece ser dependente da presença de luz e de cobertura vegetal, sendo limitada em condições de soterramento e em sítios que apresentam temperaturas do solo elevadas.

Palabras clave : Aechmea nudicaulis; Streptocalyx floribundus; restinga; germinação; temperatura.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons