SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número3Two new species of Leandra Raddi (Melastomataceae) from São Paulo State, BrazilFloristic survey of the macroalgae from Sepetiba bay and surrounding area, Rio de Janeiro State: starting point for the GloBallast Programme in Brazil índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Acta Botanica Brasilica

versión impresa ISSN 0102-3306

Resumen

ITAYA, Nair Massumi; VAZ, Ana Paula Artimonte; KERBAUY, Gilberto B.  y  FIGUEIREDO-RIBEIRO, Rita de Cássia L.. Produção de frutanos em calos e plântulas clonadas in vitro de Viguiera discolor Baker (Asteraceae). Acta Bot. Bras. [online]. 2005, vol.19, n.3, pp. 579-586. ISSN 0102-3306.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062005000300019.

Viguiera discolor Baker é uma espécie nativa do cerrado, cuja sobrevivência está ameaçada pela invasão de espécies exóticas. Considerando sua elevada produção e a vasta aplicação de frutanos, o presente trabalho foi conduzido visando à obtenção in vitro dessa espécie e à prospecção desses carboidratos nessas condições. Sementes foram germinadas in vitro, em meio MS modificado, e após cinco semanas de incubação, nós caulinares foram isolados e incubados no mesmo meio adicionado de 0,5 mg L-1 de ANA, regenerando plantas uniformes, raízesnão espessadas, raízes tuberosas e estruturas semelhantes a calo (calo tipo1), formadas na região caulinar basal. Análise desse material evidenciou a presença de frutanos do tipo inulina nas raízes tuberosas e nos calos tipo 1. Na presença de 2,4-D obteve-se a formação de calos friáveis (calo tipo 2), nos quais também foram detectados frutanos e suas enzimas de síntese sacarose: sacarose 1-frutosiltransferase (SST) e frutano: frutano 1-frutosiltransferase (FFT). Embora em concentrações menores às observadas nas plantas cultivadas sob condições naturais, o material produzido in vitro apresentou frutanos do mesmo tipo e razão SST/FFT menor do que um. Em meio de cultura sem hormônios, foi verificada a regeneração de 50% de plantas a partir dos nós caulinares. A propagação de V. discolor in vitro pode viabilizar a multiplicação e a preservação da espécie, bem como a produção de frutanos nessas condições.

Palabras llave : cerrado; inulina; carboidratos de reserva; raízes tuberosas.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués