SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número4Jungermanniales (Marchantiophyta) da Chapada da Ibiapaba, Ceará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Acta Botanica Brasilica

versão impressa ISSN 0102-3306

Resumo

CAVALCANTI, Airton de Deus Cysneiros; RODAL, Maria Jesus Nogueira; SAMPAIO, Everardo Valadares de Sá Barreto  e  COSTA, Keila Cristina Carvalho. Mudanças florísticas e estruturais, após cinco anos, em uma comunidade de Caatinga no estado de Pernambuco, Brasil. Acta Bot. Bras. [online]. 2009, vol.23, n.4, pp. 1210-1212. ISSN 0102-3306.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062009000400032.

A flora e a estrutura da vegetação determinadas em um hectare de Caatinga, em 2001, foram comparadas com as de 2006. O número de espécies passou de 27 para 28, com desaparecimento de uma e surgimento de duas espécies. O número de indivíduos aumentou significativamente, de 3142 para 3567 (13,5% de aumento). Houve crescimento médio em diâmetro de 0,5mm.ano-1 e a biomassa aumentou, mas não significativamente (de 41,2 para 43,8 Mg.ha-1). As dinâmicas das populações diferiram, algumas aumentando em densidade e outras diminuindo, possivelmente por problemas no estabelecimento. As populações de Jatropha mollissima (Pohl) Baill. e Schinopsis brasiliensis Engl. reduziram-se significativamente e a de Mimosa ophthalmocentra Mart. ex Benth. praticamente triplicou, enquanto as da maioria das espécies não tiveram grandes variações. A vegetação parece ainda estar se desenvolvendo após corte raso 20 anos antes de 2001. Este processo, possivelmente afetado pela baixa precipitação em dois dos cinco anos, parece responsável pela maior mudança estrutural que as relatadas em outras áreas de vegetação tropical pouco antropizadas.

Palavras-chave : Caatinga; estrutura de comunidade; dinâmica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português