SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número1Diversidade polínica das Mimosoideae (Leguminosae) ocorrentes em uma área de caatinga, Pernambuco, BrasilMorfoanatomia e ontogênese do fruto e semente de Vernonia platensis (Spreng.) Less. (Asteraceae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google
  • uBio

Compartilhar


Acta Botanica Brasilica

versão impressa ISSN 0102-3306

Resumo

DINIZ, Patrícia Fabian de Araújo et al. Crescimento, parâmetros biofísicos e aspectos anatômicos de plantas jovens de seringueira inoculadas com fungo micorrízico arbuscular Glomus clarum. Acta Bot. Bras. [online]. 2010, vol.24, n.1, pp.65-72. ISSN 0102-3306.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062010000100007.

Fungos micorrízicos são reconhecidamente benéficos quando em associação às plantas por favorecerem seu crescimento e desenvolvimento. Apesar de pouco comum para a seringueira, a inoculação artificial de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) tem se mostrado uma alternativa para a redução no uso de fertilizantes e pesticidas nas culturas, bem como para a formação de mudas, visando obtenção de porta-enxertos precoces e bem nutridos. O estudo objetivou avaliar o efeito da inoculação do FMA Glomus clarum no crescimento e características biofísicas e anatômicas de plantas jovens de seringueira. Os tratamentos consistiram de plantas inoculadas com o fungo Glomus clarum adubadas com 50 ppm de fósforo (mic+50P), plantas não inoculadas adubadas com 50 ppm de fósforo (s/mic+50P) e plantas não inoculadas adubadas com 500 ppm de fósforo (s/mic+500P). Constatou-se que as plantas micorrizadas apresentaram altura e diâmetro dos caules, matéria seca da parte aérea, densidade estomática e área foliar, semelhantes às plantas s/mic+500P. Maior acúmulo de matéria seca de raiz, maior taxa de transpiração, menor resistência estomática e menor temperatura foliar foram observadas para as plantas micorrizadas. As análises anatômicas das raízes evidenciam a ocorrência de alterações no tecido vascular, com aumento no número de pólos de xilema das raízes das plantas micorrizadas.

Palavras-chave : Hevea brasiliensis; micorrização; porta-enxertos; resistência estomática.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons