SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue4Richness of anamorphic fungi on the litter of Manilkara maxima, Parinari alvimii and Harleyodendron unifoliolatum in the Atlantic Forest of southern BahiaA synopsis of the Andropogoneae Dumort. (Poaceae) native and subspontaneous to the Island of Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Botanica Brasilica

Print version ISSN 0102-3306

Abstract

FAGUNDES, Marcílio; CAMARGOS, Maria Gisely  and  COSTA, Fernanda Vieira da. A qualidade do solo afeta a germinação das sementes e o desenvolvimento das plântulas de Dimorphandra mollis Benth. (Leguminosae: Mimosoideae). Acta Bot. Bras. [online]. 2011, vol.25, n.4, pp.908-915. ISSN 0102-3306.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062011000400018.

Os frutos de Dimorphandra mollis são coletados de forma indiscriminada para fins comerciais, comprometendo a viabilidade das populações naturais. Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito da qualidade do solo na germinação das sementes e no desenvolvimento de plântulas de D. mollis. Solos de três procedências (cerrado arenoso, cerrado argiloso e mata seca) foram usados como substratos nos testes de germinação e desenvolvimento das plântulas. As sementes de D. mollis apresentaram maior germinabilidade em solo de cerrado arenoso (60,5%), seguido por solo de cerrado argiloso (29,7%) e solo de mata seca (13,6%). Além disto, o índice de velocidade de germinação (IVG) das sementes de D. mollis foi maior no solo de cerrado arenoso. As raízes das plântulas cultivadas em solo de cerrado arenoso apresentaram maior comprimento do que as cultivadas nos solos de mata seca e cerrado argiloso. Contudo, a massa seca das raízes não variou entre os três tratamentos. As plântulas de D. mollis apresentaram maior crescimento e produção de biomassa da parte aérea quando cultivadas em solo de mata seca. Os solos das matas secas normalmente apresentam melhor qualidade nutricional que os solos do cerrado, justificando os resultados observados. Assim, para melhor sucesso da produção de mudas de D. mollis, as sementes devem ser germinadas em substratos que retêm pouca água e as plântulas devem ser cultivadas em solos de melhor qualidade nutricional.

Keywords : Cerrado; Fava D'anta; plantas medicinais; rutina; umidade do solo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License