SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue1Exomorphology and anatomy of vegetative organs in Flourensia species (Asteraceae) with phytochemical importanceFungi, cryptogams and other palynomorphs in the Holocene sediments of the South Coastal Plain of Santa Catarina, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Acta Botanica Brasilica

Print version ISSN 0102-3306

Abstract

CUZZUOL, Geraldo Rogério Faustini  and  ROCHA, Andréa Campos. Interação do regime hídrico com as relações nutricionais em ecossistema manguezal. Acta Bot. Bras. [online]. 2012, vol.26, n.1, pp. 11-19. ISSN 0102-3306.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062012000100003.

A hipótese de que a sazonalidade do regime fluvial e pluvial tenha alguma influência na composição físico-química do sedimento e na constituição química foliar em arbóreas do ecossistema manguezal foi testada nesse estudo. Foi investigada a influência do regime hídrico na constituição físico-química do ecossistema manguezal do rio Mucuri, Bahia, Brazil. O estudo foi realizado nos meses de abril (estação chuvosa) e outubro (estação de estiagem) nos sítios de domínio de Avicennia germinans, Laguncularia racemosa e Rhizophora mangle. Foram avaliadas as propriedades físico-químicas de seus sedimentos e a análise dos nutrientes das folhas. De maneira geral, os resultados foram influenciados pelo regime hídrico. A época de maior aporte de águas fluviais e pluviais foi marcada pelos maiores valores de bases trocáveis, capacidade de troca catiônica, pH, salinidade e dos nutrientes Ca, Fe e Mn nos sedimentos. Por outro lado, maiores valores de K, Mg e Zn ocorreram no período de estiagem. O regime hídrico influenciou, também, a constituição química das folhas. Durante a estiagem, a concentração de Ca, Mg, Zn, Fe e Cu foi maior. Diferenças interespecíficas e variação espacial também foram observadas. As folhas de A. germinans se destacaram pelo acúmulo de nutrientes e R. mangle, pela menor concentração de nutrientes. A região do bosque de bacia se caracterizou pelos maiores valores de matéria orgânica, pH e K. Esses fatores pouco influenciaram na concentração dos nutrientes foliares. A falta de um padrão sazonal claro na geomorfologia, geoquímica e na constituição química das folhas demonstra a complexidade na interpretação de dados em ecossistema costeiro, onde os fatores ambientais interagem de forma sinérgica e antagônica.

Keywords : Avicennia germinans; Laguncularia racemosa; sazonalidade; Rhizophora mangle; nutrientes; sedimentos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese