SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue1Effect of linear edges in the phenology of animal dispersed tree species in a remnant of Atlantic ForestFrugivory by birds in a mosaic of seasonal semideciduous forest and a mixed reforested area in Rio Claro, Sao Paulo, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Botanica Brasilica

Print version ISSN 0102-3306

Abstract

LEYSER, Gabriela et al. Regeneração de espécies arbóreas e relações com componente adulto em uma floresta estacional no vale do rio Uruguai, Brasil. Acta Bot. Bras. [online]. 2012, vol.26, n.1, pp.74-83. ISSN 0102-3306.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062012000100009.

O estudo de fenômenos relacionados às variações na estrutura das comunidades vegetais tem cada vez mais envolvido a avaliação do potencial de regeneração das espécies arbóreas, uma vez que a regeneração torna as florestas capazes de se restaurarem após distúrbios naturais ou antrópicos. Neste sentido, objetivou-se avaliar o componente arbóreo regenerante, identificando composição e abundância, grupos funcionais de dispersão, estratificação vertical e necessidades de luz para germinação, além de estimativas de riqueza e diversidade e comparar estes valores com o respectivo componente adulto. O levantamento foi realizado em 20 unidades amostrais de 10 x 10 m, sendo amostrados todos os indivíduos com altura > 0,30 m e diâmetro a altura do solo < 4,7 cm. O levantamento do componente adulto, avaliado em estudo anterior, foi estabelecido em unidades amostrais de 20 x 20 metros, sendo amostrados todos os indivíduos com diâmetro à altura do peito > 4,7 cm. Foram amostrados 1.649 indivíduos em regeneração, pertencentes a 64 espécies, com densidade total estimada em 8.245 ind.ha-1. As espécies com maior densidade absoluta foram Gymnanthes concolor Spreng., Trichilia elegans A.Juss. e Calyptranthes tricona D.Legrand. Uma análise de coordenadas principais indicou nítida separação das unidades amostrais amostradas e um teste de Mantel revelou haver independência entre as matrizes de composição e abundância dos componentes adulto e regenerante (r = 0,19; p = 0,1). Dentre os grupos funcionais, verificou-se que o componente regenerante está mantendo as mesmas proporções observadas para o componente adulto, com maior proporção de espécies zoocóricas, dependentes de luz para germinação e formadoras do dossel florestal. Ao contrário do esperado, houve diminuição da riqueza no componente regenerante (p < 0,001) e manutenção da equabilidade ao longo da área.

Keywords : componente regenerante; curvas de rarefação; dinâmica de mosaicos; estrutural florestal; grupos funcionais; teste de Mantel.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License