SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número6Acquired pes cavus in Charcot-Marie-Tooth diseaseAssessment of arthroscopic elbow synovectomy outcomes in patients with rheumatoid arthritis índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista Brasileira de Ortopedia

versión impresa ISSN 0102-3616

Resumen

LABRONICI, Pedro José et al. Ponto de entrada para as hastes intramedulares anterógradas do fêmur: estudo em cadáver. Rev. bras. ortop. [online]. 2009, vol.44, n.6, pp.487-490. ISSN 0102-3616.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-36162009000600005.

OBJETIVO: Analisar a saída natural do fio-guia no trocânter maior pela via retrógrada do fêmur, em espécimes de cadáver. Métodos: 100 fêmures foram perfurados entre os côndilos femorais, a 1,2cm da região intercondilar. Um fio-guia reto de 3mm foi introduzido, de forma retrógrada, até alcançar a extremidade proximal do fêmur. Foram avaliados em relação à região posterossuperior e anterossuperior do trocânter maior, fossa piriforme e linha mediana superior entre a cabeça-colo e trocânter maior. RESULTADOS: Em 62% o fio-guia reto saiu na face anterior do trocânter maior. Na fossa piriforme, a distância mediana observada foi de 1,0cm e a amplitude interquartílica, de 0,5cm, expressando inicialmente, em relação à fossa piriforme, melhor precisão. CONCLUSÃO: O eixo central do canal medular, na incidência coronal, projetou melhor precisão na região da fossa piriforme.

Palabras clave : Fêmur; Fixação intramedular de fraturas; Cadáver.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons