SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número5Male osteoporosisOpen reduction of hip dislocation in patients with arthrogryposis multiplex congenita: an anteromedial approach índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Brasileira de Ortopedia

versión impresa ISSN 0102-3616

Resumen

SANTILI, Cláudio et al. Evolução do escorregamento epifisário proximal do fêrmur após tratamento não cirúrgico. Rev. bras. ortop. [online]. 2010, vol.45, n.5, pp. 397-402. ISSN 0102-3616.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-36162010000500004.

OBJETIVO: Avaliar a eficácia do tratamento conservador em pacientes com epifisiólise proximal do fêmur (EEPF) e as complicações devidas à evolução da doença. MÉTODOS: Foram analisados, retrospectivamente, 18 pacientes (26 quadris) consecutivamente atendidos no período entre dezembro de 1996 e agosto de 2006 no Serviço de Ortopedia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, encaminhados por outros serviços com diagnóstico de EEPF e tratados de forma não cirúrgica. RESULTADOS: A progressão do escorregamento aconteceu em 19 quadris (73%), sendo que, dos quadris com escorregamento leve, oito permaneceram leves, quatro progrediram para moderados e um tornou-se grave pela classificação Southwick. Dos seis quadris classificados como moderados, quatro evoluíram para grave e os dois graves acentuaram-se um pouco mais. Conclusões: Apesar de a indicação cirúrgica ser hoje consenso no tratamento do EEEP para evitar a progressão do escorregamento, há ainda pacientes com diagnóstico confirmado que são tratados de forma conservadora, e isto representa um grande erro, pois implica no aumento da morbidade da doença.

Palabras llave : Epífise deslocada; Terapêutica; História natural da doença.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués