SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue4Early Diagnosis of Periprosthetic Joint Infection of the Hip-Current Status, Advances, and PerspectivesEvaluation of the Laboratorial Profile of Elderlies with Proximal Femur Fracture by Low Energy Mechanism author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ortopedia

Print version ISSN 0102-3616On-line version ISSN 1982-4378

Abstract

NUNES, Nara Granja et al. A recuperação intraoperatória de células sanguíneas é eficaz em cirurgias de quadril?. Rev. bras. ortop. [online]. 2019, vol.54, n.4, pp.377-381.  Epub Oct 07, 2019. ISSN 0102-3616.  http://dx.doi.org/10.1055/s-0039-1693054.

Objetivo

O estudo visa avaliar a eficácia da recuperação intraoperatória de sangue (RIOS) na redução de hemotransfusão alogênica em pacientes submetidos à cirurgia por fratura de fêmur e quadril.

Métodos

Coorte prospectiva com 38 pacientes submetidos a cirurgia traumatológica para fraturas em quadril e transtrocantéricas de fêmur, divididos em dois grupos em um hospital de ensino de agosto de 2015 a fevereiro de 2017. Pacientes com qualquer enfermidade ou condição infecciosa foram excluídos do presente estudo. O grupo RIOS (19 pacientes) recebeu sangue autólogo com a utilização de Cell Saver, enquanto o grupo controle (19 pacientes) recebeu apenas sangue alogênico, quando necessário.. Grupos comparados em relação ao gênero, idade na cirurgia, escala da Sociedade Americana de Anestesiologistas (ASA) (I, II ou III), uso intraoperatório da RIOS, volume sanguíneo reinfundido pela RIOS, parâmetros hematimétricos pré- e pósoperatórios, volume intra e pós-operatório de sangue alogênico transfundido. Dados processados no software SPSS Statistics for Windows, Versão 20.0 (IBM Corp, Armonk, NY, EUA).

Resultados

Sem diferenças significativas entre os grupos com as variáveis: idade, gênero e ASA. Percebeu-se que os valores finais de hemoglobina e hematócrito (no 1° dia de pós-operatório) foram mais elevados no grupo que utilizou o dispositivo (p < 0,05). Não houve redução significativa da transfusão alogênica intra e pósoperatória no grupo RIOS em comparação ao controle.

Conclusões

O presente estudo constatou que a RIOS não foi eficaz em reduzir a transfusão alogênica no intra e pós-operatório de pacientes submetidos à cirurgia de fêmur transtrocantérica e de quadril.

Keywords : quadril/cirurgia; fraturas do fêmur; transfusão de sangue autóloga; transfusão sanguínea.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )